quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Respondendo ao comentário...

Bem, primeiramente gostaria de me dirigir às pessoas que deixam comentários com perguntas; por favor, deixem seu nome, ou algum e-mail para que eu possa responder diretamente à vocês, blzinha?
Bem vamos lá, vou responder a um pergunta que fizeram no post "Talismãs X Amuletos".
Olha, é um assunto delicado, ao longo dos meus estudos me deparei com situações semelhantes, por isso, a meu ver é bem possível sim que haja algo do gênero em algumas famílias, tanto pelo lado do bem como do mal.
Aconselho você procurar algum auxílio em sua religião, ou caso isso não lhe satisfaça, posso indicar-lhe alguns métodos utilizados ok? Caso seja sua vontade claro.
Bem, espero ter respondido à pergunta.
Bye...

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

So please

Todas as vezes que eu tento
Todos os filmes que eu vejo
Todos os vestidos e carros que vejo
Lembro de você
Todos os dias
E todas as palavras que me dizem
Eu penso em você
Oh meu Deus, como você não pode ver
Que eu lhe espero há tanto?
Faça força, por mim.
Te quero tanto bem, todos os dias.
E todas as tardes de domingo
E todos os dias de sol
Me fazem sorrir, porque lembro de você
Se algum dia em sua vida
Você se perder e sentir medo
Lembre-se, eu estarei sempre por perto.
Para lhe ajudar
Para sentir junto
Por você
E jamais sem você
Por favor

Afff......


As noites as dores se acentuam
Machucam mais, sangram mais.
Quando a escuridão chega cruel
Não há céu que possa brilhar
Ou branco que possa apagar
Toda "essa" tamanha e insuportável dor
A cabeça pesa, os olhos mergulham em lágrimas vindas nem sei de onde.
O corpo pede uma folga, um tempo para cair...
...só um pouco
A mente é tão confusa e distorcida
Os pensamentos gritam tão alto
Confundindo, incomodando.
A vontade é una com o impossível
Pois até para "ir embora" não se acha coragem
Aí a pergunta grita:
-"Por que de tanta infelicidade"?
Não sei, nem sei se é isso mesmo.
Talvez seja apenas a vida passando
E claro, sempre deixando algumas marcas.
Mas aí a lembrança vem à tona
É a vida ensinando, do jeito torto dela, mas mesmo assim.
Os problemas não vão se resolver sozinhos
E não adianta ficarmos nos lamentando
Então, como um gesto meio sem porquê...
Acordo mais um dia e vou viver.


sábado, 19 de dezembro de 2009

Alfabetos.

Opa, hoje vou colocar alguns dos mais famosos alfabetos já criado pelo homem.



ALFABETO RÚNICO


ALFABETO DOS MAGOS




COMPARAÇÕES



sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

..."

É incrível a capacidade do ser humano de ser perder em si mesmo.
Observo a mim mesmo, tentando entender as coisas que se passam, que acontecem sem meu controle.
E cada dia que passa, me sinto mais tolo e impotente diante o mundo.
É difícil admitir que há coisas em "você" que lhe causam vergonha; ou admitir suas fraquezas perante tudo aquilo que você julgava.
É claro, é difícil mas absolutamente normal, afinal, também sou humano.
É tão horripilante se deparar com problemas existentes apenas em seu mundo, e dos quais no momento se é impossível escapar.
A cabeça dói, o coração sangra, e as lágrimas finalmente caem.
Não há tristeza, não há espaço para tal coisa.
Mas apenas... Também não há a felicidade, ou talvez até haja, mas meus olhos marejados não me deixam ver, e minha pele grossa e marcada já não sente.
Até escrever já é complicado nas atuais circunstâncias, quando não há mais criatividade, ou motivos para tê-la.
Sei de uma coisa com certeza, tudo passa.
Nossas vidas são feitas de fases.
Como a lua ou o sol.
E até eu conseguir sair desse labirinto que se tornou a minha.
Irei vivendo, um dia após o outro, uma experiência de cada vez.
Acho que é o certo, tentar achar o "presente" que dizem que estamos.

domingo, 22 de novembro de 2009

Extraído do filme: SOCIEDADE DOS POETAS MORTOS!!!

QUEM CHEGOU A LIBERDADE DA RAZÃO
SE SENTE COMO UM ANDARILHO,
MAS QUE NÃO ESTÁ PERDIDO.

TODA A CONVICÇÃO É CENÇA DE ESTAR
EM ALGUM PONTO DO CONHECIMENTO,
A POSSE DA VERDADE INCONDICIONADA.

NÃO SE ENTRA DUAS VEZES NO MESMO RIO
ESTAMOS AINDA EM TEMPO DOS INDIVÍDUOS

SÓ DEPOIS DE DEIXARMOS A CIDADE É QUE
VEREMOS A QUE ALTURA ESTÃO AS TORRES ACIMA
DAS CASAS.

PAZ NA TERRA E AOS HOMENS DE TODO O CORAÇÃO
HÁ TANTAS AURORAS QUE NÃO BRILHARAM AINDA.

EU MORO EM MINHA CASA E NÃO A IMITEI DE NINGUÉ,M
E A PORTA DELA ESTÁ ABERTA PARA VOCÊ TAMBÉM.

VÁ CORAÇÃO DIZER QUE ELE ESTÁ AQUI..
(tempus fugit, carpe diem)


********************************************************************

Nada substitue aqueles que se foram, embora todos os dias o sol volte a brilhar e a vida deva continuar...

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

***

DESCOBRINDO NOVAS POSSIBILIDADES.....

sábado, 19 de setembro de 2009

Peixes

"A ti Peixes, dou a mais difícil de todas as tarefas. Peço-te que reúnas todas as tristezas dos homens e as tragas de" volta para Mim. Tuas lágrimas serão, no fundo, Minhas lágrimas. A tristeza e o padecimento que terás de absorver são o efeito das distorções impostas pelo homem à Minha Idéia, mas cabe a ti levar até ele a compaixão, para que possa tentar de novo. Por esta tarefa, Eu te concedo o Dom mais alto de todos: tu serás o único de Meus doze filhos que me Compreenderá. Mas este Dom do Entendimento é só para ti, Peixes, pois quando tentares difundi-lo entre os homens eles não te escutarão."

E Peixes retornou ao seu lugar.

Citação de Santa Teresa de Ávila

"...se arrisquem sobre o Oceano do Nada para atingir o Continente do Tudo..."

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Leiam,,,,

Não importa em que momento da vida você parou, cansou... O que importa é que sempre é possível recomeçar... Recomeçar e dar uma nova chance a si mesmo, renovar as esperanças na vida, e o mais importante, acreditar em você de novo.
Sofreu muito nesse período?
Foi aprendizado.
Chorou muito?
Foi a limpeza da alma.
Ficou com raiva das pessoas?
Foi para perdoá-las um dia
Sentiu-se só por diversas vezes?
E porque fechaste a porta ate para os anjos,
acreditou que estava tudo perdido?
Era o inicio da tua melhora.
Pois é... Agora é hora de reiniciar... De pensar na luz... E de encontrar prazer nas coisas simples de novo.
Que tal um corte de cabelo arrojado, diferente?
Um novo curso, ou aquele velho desejo de aprender a pintar,desenhar?!
Dominar o computador, ou qualquer outra coisa; olha quanto desafio, quanta coisa nova nesse mundão de meu DEUS te esperando.
Tá se sentindo sozinho? Besteira.
Tanta gente que você afastou com o seu "período de isolamento".
Tem tanta gente esperando apenas um sorriso teu para chegar perto de você.
Quando nos trancamos na tristeza, nem nós mesmos nos suportamos, "ficamos horríveis".
O mau humor vai comendo nosso figado, até a boca fica amarga.
RECOMEÇAR...
Hoje é um bom dia para começar novos desafios.
Onde você quer chegar...ir alto...sonhe alto, queira o melhor do melhor, queira coisas boas para a vida, pensando assim trazemos para nós aquilo que desejamos... se pensamos pequeno, coisas pequenas teremos; já se desejamos fortemente o melhor, e principalmente lutarmos pelo melhor, o melhor vai se instalar na nossa vida.
É hoje o dia da faxina mental, joga fora tudo que te prende ao passado, ao mundinho de coisas tristes; fotos, peças de roupas, papel de bala, ingressos de cinema, bilhetes de viagens e toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados, ou sei lá, quando julgamos algo ou alguém importante... jogue tudo fora... mas principalmente... esvazie o coração... fique pronto para a vida... para uma nova amizade, um novo amor.
Lembre-se: somos apaixonáveis...somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes.
afinal de contas... nós somos o AMOR!!!

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

^...^...^...^...^...

Último discurso de Sócrates, em Fédon, de Platão.


SOBRE OS ELEMENTAIS

"Acima da Terra existem seres vivendo em torno do ar, tal como nós vivemos em torno do mar, alguns em ilhas que o ar forma junto com o continente; e, numa palavram o ar é usado por eles, tal qual a água e o mar são por nós, e o éter é para nós. Mais ainda, o temperamento das suas estações é tal, que eles não têm doenças e vivem muito mais tempo do que nós, e têm visão e audição e todos os outros sentidos muito mais aguçados do que os nossos, no mesmo sentido que o ar é mais puro que a água e o éter do que o ar. Eles também têm seus templos e lugares sagrados, em que os Deuses realmente vivem, e eles escutam suas vozes e recebem suas respostas; são conscientes de sua presença e mantêm conversação com eles, e vêem o Sol, a Lua e as estrelas tal como realmente são. E todas as suas bem-aventuranças são desse gênero..."

Obs.: Já há um post no Blog explicando sobre os Elementais.

Mais um grande magista...

Continuando as biografias.....



AGRIPPA

Heinrich Cornelius Agrippa nasceu em Colônia, em 14 de setembro de 1486. Descendia de uma nobre e antiga família de Nettesheim, Bélgica.

Desde cedo, dedicou-se ao serviço do imperador Maximiliano, seguindo os passos de seus antepassados, que durante muitas gerações serviram aos príncipes da Áustria. Seu primeiro emprego foi de secretário, mas como era também qualificado para a espada tanto quanto para a pena, tornou-se soldado, servindo ao imperador durante sete ano, no seu exército da Itália, sendo consagrado cavaleiro.

Graduou-se em Direito e Medicina. De extraordinária inteligência e enormes talentos naturais, obteve grande conhecimento em quase todas as artes e ciências, como a Astrologia, Filosofia, História e Matemática.

Era devotado pesquisador dos segredos da natureza, e cedo empreendeu a busca da pedra filosofal. Foi aluno de Trithemius, que escreveu sobre a natureza, o mistério e as funções das inteligências e dos espíritos.

Por causa de seus escritos, Agrippa atraiu a cólera do clero papal, pois os monges acusavam de heresia tudo o que não entendiam.

Ensinou Teologia em público em Pávia e Turim, deu também conferências sobre Hermes Trismegisto. Entre seus escritos, os mais importantes e contestados foram os tratados, como o da Futilidade das Ciências e Filosofia Oculta.

Morreu em Grenoble, na casa pertencente à família de Ferrand, procurador-geral da província de Dauphiny. Foi enterrado em um convento dos dominicanos.

domingo, 30 de agosto de 2009

Amigos Especiais

Hoje vou colocar a letra de uma música do Zeca Pagodinho, quem me apresentou essa música foi uma pessoa muito especial, e coloca a letra aqui em homenagem a ela, e aos outros especiais que tanto têm me ajudado.

QUANDO A GIRA GIROU (Zeca Pagodinho)


O céu de repente anuviou
E o vento agitou as ondas do mar
E o que o temporal levou
Foi tudo que deu pra guardar
Só Deus sabe o quanto se labutou
Custou mas depois veio a bonança
E agora é hora de agradecer
Pois quando tudo se perdeu
E a sorte desapareceu
Abaixo de Deus só ficou você

Quando a gira girou, ninguém suportou
Só você ficou, não me abandonou
Quando o vento parou e a água baixou
Eu tive a certeza do seu amor

Quando tudo parece que estar perdido
É nessa hora que você vê
Quem é parceiro, quem é bom amigo
Quem tá contigo quem é de correr
A sua mão me tirou do abismo
O seu axé evitou o meu fim
Me ensinou o que é companheirismo
E também a gostar de quem gosta de mim

Quando a gira girou, ninguém suportou
Só você ficou, não me abandonou
Quando o vento parou e a água baixou
Eu tive a certeza do seu amor

Na hora que a gente menos espera
No fim do túnel aparece uma luz
A luz de uma amizade sincera
Para ajudar carregar nossa cruz
Foi Deus quem pôs você no meu caminho
Na hora certa pra me socorrer
Eu não teria chegado sozinho
A lugar nenhum se não fosse você

Quando a gira girou, ninguém suportou
Só você ficou, não me abandonou
Quando o vento parou e a água baixou
Eu tive a certeza do seu amor

Pensamentos

Às vezes na vida tudo parece dar errado, tudo de ruim parece vir à tona de uma só vez.
É nessas horas, que uso aquele ditado:

"Água mansa não faz bom marinheiro".

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

SORRIA!!!!!!!!!!!!!.

"Sorrir é a maneira mais barata de melhorar a aparência".

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Desde quando?

Hoje vejo minha vida
Vejo no que me transformei
E percebo que não era asim
Que eu sonhava estar hoje
Aonde estão meus amigos?
Minha família?
Como pude ficar sozinho?
Logo eu, que tinha a todos.
Em que momento de minha vida
Fiz algo para estar assim? Só.
Creio que Deus me põe em prova
Porém, é triste sentir-se assim.
Sem ninguém, por mais que não seja a realidade.
Olhar para o lado e nada encontrar
Não ser a peça principal da vida de alguém
É triste, querer uma "vida normal" e não tê-la.
Estou cansado, tão cansado.
Gostaria de estar em outro lugar
Onde tivesse tudo que me falta hoje
Família presente, amigos sinceros...
Sonhos concretizados
Quando foi que me tornei
Profundamente infeliz?
Não me lembro
Parece que sempre fui assim
Mas sei que não, já fui muito feliz.
E ainda serei.

Perdido

Sinto um vazio
Algo que não posso entender
Ou explicar
As vezes aquele aperto no peito
Me faz companhia por horas
Há dias em que tudo parece
Sem cor, cheiro, sabor.
Sem vida mesmo
O por que disso tudo?
Não sei
Só sei que sempre faltra algo
Ou alguém
Não sei dizer bem se estou vivendo
Ou se passo "por aqui" como tantos outros
Me parece difícil crer
Em qualquer coisa
Não tenho nem vontade de chorar
O que estou fazendo?
E por quem?
Sei apenas de uma coisa
Preciso de um rumo
De respostas
De me encontrar

Plenitude

Não sei o que irá acontecer
Sei que estou com medo
Porém, com infinita coragem.
Tenho reservas de forças inimagináveis
Tenho fé, e isso basta.
Não choro mais com frequência
Sufoco as lágrimas
E os sorrisos aparecem
-Deus, me ajude nessa batalha.
É o que sempre peço
Sei que posso seguir só
E vencer!
E orgulhar aqueles que estimo
Hei de conquistar meu lugar ao Sol
Olhar para trás e achar graça de tudo isso
Só preciso me encontrar
E quando isso acontecer
Serei pleno novamente

domingo, 2 de agosto de 2009

Resposta.

Respondendo ao comentário deixado no post "Calendário das Árvores, o dia 23 de dezembro tbm é sabugueiro; devo ter cometido um erro quando criei ele.
Bom, espero ter respondido à pergunta satisfatoriamente, aliás, qual seu nome? Você não deixou identificação.
Abraço...

sexta-feira, 31 de julho de 2009

I'm Back

Olá pessoal, após um longo período sem computador, finalmente estou de volta.Senti saudades de postar aqui, aliás, saudades não, necessidade.É aqui que "estravaso" meus pensamentos.Bem, agora chega de baboseira, vamos a mais um post.

Postarei a letra de uma música muito boa da banda "The Killers", o nome é "Human", colocarei também a tradução dela, como não estou conseguindo carregar vídeos por enquanto, coloco o link do clipe no You Tube ok?

http://www.youtube.com/watch?v=n6r4KT8-VX0

Esperto que curtam.....


Human

I did my best to notice
When the call came down the line
Up to the platform of surrender
I was brought but i was kind
And sometimes i get nervous
When i see an open door
Close your eyes
Clear your heart

Cut the cord
Are we human?
Or are we dancer?
My sign is vital
My hands are cold
And I'm on my knees
Looking for the answer
Are we human?
Or are we dancer?

Pay my respects to grace and virtue
Send my condolences to good
Give my regards to soul and romance
They always did the best they could
And so long to devotion
You taught me everything i know
Wave goodbye
Wish me well

You got to let me go
Are we human?
Or are we dancer?
My sign is vital
My hands are cold
And I'm on my knees
Looking for the answer
Are we human?
Or are we dancer?

Will your system be alright
When you dream of home tonight?
There is no message we're receiving
Let me know is your heart still beating

Are we human?
Or are we dancer?
My sign is vital
My hands are cold
And I'm on my knees
Looking for the answer

You've got to let me know
Are we human?
Or are we dancer?
My sign is vital
My hands are cold
And I'm on my knees
Looking for the answer
Are we human
Or are we dancer?

Are we human?
Or are we dancer?

Are we human
Or are we dancer?


--------------------------------------------------

TRADUÇÃO

Humanos

Eu fiz o meu melhor para perceber
Quando o chamado veio
Na plataforma de entrega
Fui levado mas fui gentil

E às vezes eu fico nervoso
Quando eu vejo uma porta aberta
Feche os olhos, Limpe seu coração
corte o cordão

Somos humanos ou somos dançarinos?
Meu sinal é vital, minhas mãos estão geladas
E estou de joelhos esperando a resposta
Somos humanos ou somos dançarinos?

Apresente meu respeito para graça e virtude
Envie minhas condolências para o bem
Dê meus cumprimentos a alma e romance
Eles sempre fizeram o melhor que podiam

E adeus à devoção
Me ensinou tudo que sei
Acene adeus, Deseje-me sorte
Você tem que me deixar ir

Somos humanos ou somos dançarinos?
Meu sinal é vital, minhas mãos estão geladas
E estou de joelhos procurando a resposta
Somos humanos ou somos dançarinos?

Seu sistema ficará bem
Quando sonhar com o lar hoje a noite
Não há mensagem que estamos recebendo
Deixe-me saber, seu coração ainda bate?

Somos humanos ou somos dançarinos?
Meu sinal é vital, minhas mãos estão geladas
E estou de joelhos procurando a resposta

Você tem que me deixar saber

Somos humanos ou somos dançarinos?
Meu sinal é vital, minhas mãos estão geladas
E estou de joelhos procurando a resposta
Somos humanos ou somos dançarinos?

sábado, 11 de julho de 2009

Frases...

"Ter fé é jamais ter completo conhecimento do plano de Deus".
(Autor Desconhecido)
"Se você não conhece nem suas fraquezas,como poderá conhecer o tamanho de sua força".
(Arthur Francisco)
"O coração não é para ser entendido, e sim sentido".
(Arthur Franciso)
"A mente domina o que se quer dominar".
(Autor Desconhecido)

terça-feira, 30 de junho de 2009

Again....

Já coloquei essa frase aqui, mas parece que as pessoas esqueceram do sentido dela.


NÃO PRECISO DE AMIGO QUE MUDE QUANDO EU MUDO;QUE CONCORDE QUANDO EU CONCORDO....MINHA SOMBRA FAZ ISSO MUITO BEM!!!

E aí, tem certeza de ter amigos?

Vídeo Legalzinho......

Hoje vou colocar aqui a cena de um filme do qual não me lembro nome, mas sei que é muito bom, essa cena então é foda, a atriz Cameron Diaz recita uma poesia de E.E. Commings.
Bem, é legal, assistam.





video



Eu carrego o seu coração

∙•∙ Carrego seu coração E. E. Cummings ∙•∙

Eu carrego o seu coração comigo
(eu carrego no meu coração).
Eu nunca estou sem ele.
Onde quer que eu vá, você vai, minha querida.
E o que quer que eu faça sozinho, foi você, minha querida.
Eu não temo o destino, porque você é o meu destino, minha doçura.
Eu não quero o mundo, por mais belo que seja,
porque você é o meu mundo, minha verdade.
Este é o maior dos segredos que ninguém sabe.
Você é a raiz da raiz, e o botão do botão,
e o céu do céu de uma árvore chamada vida;
que cresce mais alto do que a alma pode esperar, ou a mente esconder.
Este é o milagre que distancia as estrelas.
Eu carrego seu coração (carrego no meu coração).

segunda-feira, 29 de junho de 2009

***********--*************

"Se você não conhece nem suas fraquezas,como poderá conhecer o tamanho de sua força".

(Arthur Francisco)

sábado, 27 de junho de 2009

Descontração!!!

Super Fantástico

A Turma Do Balão Mágico
Composição: Ignacio Ballesteros/Difelisatti/Edgard Poças


Super fantástico amigo!
Que bom estar contigo
No nosso balão!
Vamos voar novamente
Cantar alegremente
Mais uma canção
Tantas crianças já sabem
Que todas elas cabem
No nosso balão
Até quem tem mais idade
Mas tem felicidade
No seu coração

Sou feliz, por isso estou aqui
Também quero viajar nesse balão!
Super fantástico!
No Balão Mágico,
O mundo fica bem mais divertido!
Sou feliz, por isso estou aqui
Também quero viajar nesse balão!

Superfantásticamente!
As músicas são asas da imaginação
É como a flor e a semente
Cantar que faz a gente
Viver a emoção
Vamos fazer a cidade
Virar felicidade
Com nossa canção
Vamos fazer essa gente
Voar alegremente
No nosso balão!

Sou feliz, por isso estou aqui
Também quero viajar nesse balão!
Super fantástico!
No Balão Mágico!
O mundo fica bem mais divertido!

Renovação da Fé

Ando sentindo umas coisas estranhas
Algumas boas, mas as maioria não sei descrever mesmo.
Me pego pensando em pessoas que já não mais existem em meu mundo
Sonhos revoltos de situações cotidianas, tão saudosas.
Às vezes me pego imaginando o que dizer para fulano ou siclano.
Aí vejo que realmente preciso renovar minha fé
Agora, que as coisas todas estão indo para seus respctivos lugares.
Agora, que estou conseguindo me reeguer, seguir em frente e criar.
Agora, que estou conseguindo tudo que almejava há dias atrás.
Ainda sim, falta algo.
Sempre, aliás, graças a Deus.
Mas, mesmo assim, que estranha sensação essa.
Quando percebo já fiz bobagem
Quando me dou conta, já fui grosseiro.
Sem querer, me corto e sangro.
Mas tudo bem, pra isso existe curativos rsrsrs...
Ah, sei lá, estou meio nostálgico.
Talvez porque vá ficar sozinho novamente
Talvez porque apenas estou carente
Há uma porção de "talvez" para explicar
Mas existem coisas que não precisam de explicação
O que me faz continuar
Minha fonte de força
É a mesma fonte de que se alimentaram os Santos
Por isso não tenho medo de errar
E se por ventura isso vier a acontecer
Tudo bem, estou aqui para evoluir.
E essa chance, não desperdiçarei.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Só um pensamento.......

Muitas coisas me irritam
Por exemplo
Ouvir ou ler pessoas dizendo coisas que não têm idéia
Como alguém pode falar sobre algo que não conhece
E pior, difamar tal coisa.
É impressionante e incrivelmente triste
Mas o mundo é isso, feito de alusões.
E o mais triste, mesmo, absolutamente ridículo.
É saber que essas mesmas pessoas falam e escrevem tais coisas
Sabendo da inverdade "delas" rsrsrsrsrsrs............
Como eu sempre digo, a farsa é excelente, mas ainda sim, é uma farsa.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Memórias Maternas

Bom pessoal, hoje estava aqui em casa assistindo a um filme da Sessão da Tarde, e no final do filme a atriz disse uma frase, que pareceu a mim que era minha falecida mãe falando.
Aí fiquei meio na "bad" e tals, peguei o livro de poesias dela, um relicário; e resolvi ir colocando algumas aqui.
Começarei reproduzinho tal e qual, até mesmo as vírgulas e a falta delas etc., a primeira poesia do livro, espero que curtam.


"OS VERSOS QUE TE DOU..."

Ouve êstes versos que te dou, eu os fiz
hoje, pois sinto o coração contente,
enquanto o teu amor for meu sòmente,
eu farei versos, e serei feliz.
Hei de fazê-los pela vida afora,
versos de sonhos e amor, depois hei
de relembrar o passado de nós dois,
êsse passado que começa agora.
Êstes versos repletos de ternura,
são versos meus, mas que são teus também
Sòzinho, hás de escutá-los sem ninguém
que possa perturbar nossa ventura.
Quando o tempo branquear os teus cabelos
vais um dia, mais tarde, revivê-los
nas lembranças que a vida não desfez.
E ao lê-los, com saudade, em tua dor
hás de rever, chorando o nosso amor...
e hás de lembrar, também, de quem os fêz
Se nesse tempo eu já tiver partido,
e outros versos quiseres - teu pedido
deixa ao lado da cruz para onde eu vou
Quando lá, novamente, então, tu fôres,
podes colher do chão todas as flôres
pois são versos de amor que ainda te dou.

(Helena Ornellas da Silva 1.973)

quinta-feira, 14 de maio de 2009

.....*

"O QUE SABEMOS É UMA GOTA, O QUE IGNORAMOS É UM OCEANO".

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Namasté.

Algumas pessoas necessitam de paz
Algumas pessoas buscam a vida inteira
Algo que não sabem ao certo o que é
Mas sabem que sempre falta alguma coisa
Que coisa seria esta que tantos procuram?
O que tanto faz falta em nossas vidas?
E por que está sensação nos é tão incomoda?
Afinal, se a vida está completa, se não há mais sonhos.
Qual o sentido?
Por que esta busca incessante por algo que não se sabe o que é
Nos é tão ruim, tão dura e desesperadora?
Deveríamos sentir justamente o contrário
Ficar alegres por ainda faltar algo
Por ainda termos o que procurar, o que conquistar.
Tentamos nos acostumar com isso
Entender nossos desejos, frustrações.
Sentimos medo, medo de muitas coisas.
Mas ao mesmo tempo, esse medo nos impulsiona.
A ir além, adiante, a romper fronteiras.
Estamos nessa Terra em busca da felicidade
Corremos atrás dela de todas as formas
A procuramos no amor, no emprego, no cotidiano.
Estamos sempre querendo inventar uma fórmula mágica de ser feliz, sempre.
Talvez aí esteja o maior erro
Tentar ser feliz sempre, em todos as horas, dias, minutos e segundos.
Somos humanos, temos o direito a sentir as mais diversas sensações, sentimentos.
Sentimos raiva, alegria, ódio, amor, tristeza, compaixão etc...
E tudo isso é normal, tudo isso é humano, tudo isso é Deus.
Acredito que a Divindade, independente de nomes ou rótulos
Está viva em cada atómo, em cada molécula.
Está em tudo, e em todos os momentos.
Cabe a nós prestar atenção ou não
É nosso dever, aceitar nossa eterna busca, e vivermos ela.
Dando a cada detalhe a devida atenção e respeito.
Namasté.

............'

...O Conhecimento reside
em cabeças com pensamentos alheios;
A Sabedoria,
em mentes que refletem por si mesmas...



"É o que jamais podereis incutir profundamente aos espíritos daqueles a quem transmitis alguns dos ensinamentos esotéricos."

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Utopia

Hoje o dia amanheceu claro e límpido
O sol banhando a água com seus braços dourados
O vento bagunçando os cabelos
O cheiro doce da primavera
Tantos sons, misturando-se com outros tantos.
Pessoas sorrindo, cantando, felizes.
Os pássaros a voar velozmente pela imensidão azul
Parece que há magia no ar
Não há problemas em nenhum lugar
Não há brigas, nem mortes, nem tumulto nem nada.
Toda inveja, todo rancor, todo ódio, toda tristeza.
Simplesmente desapareceram
Não se vê nada que macule a perfeição de agora
Não há ser humano capaz de explicar o por que
E nem de negar tal fato
Mas, a verdade, é que não sabemos o que houve.
Apenas vivemos, utopicamente.
Saboreando cada segundo desta fase
Ou quiçá sonho
Não sei, e não me cabe agora expor palavras.
Pois essas seriam confusas, ou pouco sábias.
Então permaneço, permanecemos aliás, aqui, nesta terra "agora" abençoada.
Perfeita demais, é verdade.
Pura além da conta
Além do que é real, do que é normal.
...............................

terça-feira, 14 de abril de 2009

Indagações alheias...

E aí, quando você se olha no espelho, o que vê?
Vê integridade ou vergonha?
Consegue enxergar vitórias legítimas, ou o sangue alheio?
E aí? Quem é você de verdade?
Sabe o que é olhar nos olhos do outro sem receio?
Tem medo de encarar de frente?
O que você conseguiu até aqui?
Quantos você derrubou para chegar até aqui?
Sequer conhece o gosto de deitar a cabeça no travesseiro em paz?
Amor ao próximo não lhe diz nada, é claro.
Pior, amor próprio, já ouviste falar?
Um texto meio agressivo para você?
Não, um mar de perguntas.
Consegue sentir o gosto da vida?
Quantos dias de sua vida você acordou
E teve a certeza da felicidade?
Quantas madrugadas você passou em claro
Pensando em como a vida é injusta com você?
A vida não é injusta, nunca.
Quantas pessoas você acha que te traíram?
Quantas vezes você parou e percebeu que a recíproca era verdadeira, e não a "origem"?
Quantas pessoas você estima de verdade?
Quantas vezes você disse eu te amo?
Quantas ouviu?
Quantas pessoas você acha que gostam de você?
Quantas apenas te suportam?
Não é difícil perceber o erro, difícil é mudar.
Em quantos momentos você sentiu necessidade de se afirmar?
Quantos personagens você já criou em sua vida?
Para quê você faz isso?
O que te faz feliz?
Você conhece a felicidade?
E a infelicidade, sua eterna amiga?
Ossos do ofício, conseqüências.
Ainda há tempo
Sempre há

domingo, 12 de abril de 2009

Texto Sensual.


Quero você aqui comigo
Sentir tua pele, arrepios.
Quero beijar-te agora
Colar meus lábios sedentos nos teus
Sentir teu gosto, o fervor da tua língua.
Quero tocar tua pele de seda.
Sentir ela gritando por mim, me desejando.
Quero entrelarçar-me em teus braços
Apertar meu sexo contra o teu
Sentir teu suor escorrer
Tuas pernas bambearem
Escutar teus gemidos sofridos e saborosos
Quero agarrar-te com sofreguidão
Te puxar e me lançar de encontro ao teu mais profundo canto
Dentro de ti me esbaldar, cansar meu corpo com prazer.
Quero toda tua luxúria vibrando, apertando o falo que te dá prazer.
Quero, possuir-te sem pudor, com ardor.
Alcançar teu mais alto ponto de fulgor
Até em um ápice, explodir em um gozo farto.
E olhar em teus olhos, desfalecidos de prazer.
Enxergar todo nosso amor
Único, belo e selvagem.

Falta de idéias

Ando meio sem inspiração
As palavras me faltam
Falta sentimento, rima, sei lá.
As sílabas não se unem
As frases saem desconexas
Ah, simples vazio mental.
Não tem como criar assim
Não tem como tocar as pessoas, emocionar.
Sei que é uma fase
Aliás como tudo aquilo que vivemos
Tudo de bom ou de mal
Fases, passagens, trechos de uma história.
Deixar tudo aos cuidados do tempo
Sim, é o melhor remédio, como diria a frase.
Poderia escrever sobre amores impossíveis
Mas não existe tal coisa
Poderia quem sabe dissertar sobre amizades eternas
Mas não haveria concordância
Quem sabe escrever sobre os laços familiares
Mas eles por si só já contam uma estória imensa
É horrível essa falta de idéias
É terrível pensar, pensar, quebrar a cabeça, e não sair nada.
Ah, mesmo assim, sempre acaba saindo algo, nem que seja isso.

O Poder das Palavras!

"Quando nossa Alma [Mente] cria ou evoca um pensamento, o signo representativo desse pensamento fica automaticamente gravado no fluido astral, que é o receptáculo e, por assim dizer, o espelho de todas as manifestações da existência.
O signo expressa a coisa; a coisa é a virtude [latente ou oculta] do signo.
Pronunciar uma palavra é evocar um pensamento e fazê-lo presente; o poder magnético da palavra humana é o começo de todas as manifestações no Mundo Oculto.
Pronunciar um nome é não somente definir um Ser [uma Entidade], mas submetê-lo à influência desse nome e condená-lo, por força da emissão da palavra [Verbum], a sofrer a ação de um ou mais poderes ocultos. As coisas são, para cada um de nós, o que a palavra determina quando as nomeamos. A palavra [Verbum] ou a linguagem de cada homem é, sem que ele disso tenha consciência, uma bendição ou uma maldição; e é por isso que a nossa atual ignorância acerca das propriedades ou atributos da idéia, assim como sobre os atributos ou propriedades da matéria, nos é tantas vezes fatal.
Sim; os nomes [e as palavras] são benéficos ou maléficos; em certo sentido, são nocivos ou salutares, conforme as influências ocultas que a Sabedoria suprema associou a seus elementos, isto é, às letras que os compõem e aos números que correspondem a estas letras."


quinta-feira, 2 de abril de 2009

^^

"A escuridão se faz iluminar para se tornar visível".

................................*

Não existia nada: nem o claro céu,
Nem ao alto a imensa abóbada celeste.
O que tudo encerrava, tudo abrigava.
E tudo encobria, que era? Era das águas
O abismo insondável? Não existia morte,
Mas nada havia imortal. E separação
Também não existia entre a noite e o dia.
Só o Uno respirava em Si mesmo e sem ar:
Não existia nada, senão Ele. E ali
Reinavam as trevas, tudo se escondia
Na escuridão profunda: oceano sem luz.
O germe, que dormitava em seu casulo,
Desperta ao influxo do ardente calor
E faz então brotar a Natureza una.
..................................................................................
Quem sabe o segredo? Quem o revelou?
De onde, de onde veio a criação multiforme?
Os Deuses só mais tarde à vida surgiram.
De onde está criação imensa? Quem o sabe?
Por ação ou omissão de Sua Vontade?
O Sublime Vidente, no alto dos céus,
O segredo conhece... Talvez nem ele...
..................................................................................
Tu eras. E quando o fogo subterrâneo
Romper sua prisão, destruindo a estrutura,
Oh! ainda serás Tu como eras antes.
Também quando o tempo já não existir
Nenhuma transformação conhecerás,
Mente infinita, divina Eternidade!

RIG VEDA

quarta-feira, 25 de março de 2009

Mais uma mini-biografia...

Bom, dando continuidade à biografia, ou melhor, o resumo das mesmas, sobre a vida dos grandes magistas da humanidade; hoje será a vez de Roger Bacon.


ROGER BACON

Nasceu na Inglaterra em 1.214. Era astrólogo, químico, físico, matemático e alquimista. Acreditava e cultivava experimentos sobre a pedra filosofal.

Em seu tratado Admirável Força da Arte e da Natureza, faz algumas indicações sobre a pólvora e prediz o emprego do vapor como força propulsora; descreve também a hidráulica e o sino para mergulhadores. Por sua grande inteligência, recebeu o título de Doctor Admirabile; fez notáveis descobertas nas ciências físico-químicas, como as propriedades de vários sais, a ação das lentes e dos cristais convexos, as lentes cromáticas. Escreveu também algumas obras sobre alquimia.

Chegou a mencionar em seus livros sobre um tipo de fogo inextinguível, preparado artificialmente, indicando que conhecia alguma coisa sobre o fósforo. Tinha noção da rarefação do ar e da estrutura da bomba de ar.

Auxiliou na correção do Calendário Juliano, e aproximou-se dos princípios que permitiram a confecção de óculos e telescópios.

Estudou em Oxford e Montpelier. Foi professor de Filosofia na Universidade de Paris e membro do Brazen-Nose College, em Oxford, no ano de 1.226, sendo o orgulho da época em que viveu. Escreveu muitos tratados, nos quais mostra como metais imperfeitos podem ser transformados em metais perfeitos.

Em 1.250, abandonou a cadeira para tornar-se monge da Ordem de São Francisco de Assis. Buscava uma vida tranquila, na qual pudesse contemplar o mundo e absorver a verdade. Foi em meio à ordem que frequentava que sofreu sua pena. Os franciscanos não toleraram seus frequentes questionamentos e suas experiências e, após uma série de advertências, resolveram encarcerá-lo. No entanto, ele gozava da simpatia do Papa Clemente IV, que ordenou que fosse solto. Mas em 1.282, após a morte do Papa, seus escritos foram condenados e ele novamente foi preso por um período de dez anos. Depois de solto, morreu após dois anos, em 1.294. Entretanto, no cárcere, sua vida foi rica em questionamentos íntimos.

Escreveu várias obras, entre as quais o livro Opus Magus, que ficou perdido por cerca de 450 anos, e foi encontrado e publicado em 1.733. Sua obra alquímica foi reunida no século XVII com o nome Tesouro Químico de Roger Bacon, e era composta dos seguintes livros: Alquimia Maior, O Espelho da Alquimia, Sobre o Leão Verde, Breviário do Dom de Deus, Os Segredos dos Segredos, além de outras anotações.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Continuando o assunto sobre os Grandes Magistas

Como havia dito no post *************************************** (em que falo sobre H.P. Blavatsky), irei aos poucos contando um pouco sobre outros magistas.
E hoje é a vez de NICOLAS FLAMEL.




NICOLAS FLAMEL

Nasceu em Pontoise, aproximadamente pelo ano de 1.330.
Fora escrivão público e livreiro da Universidade de Paris.
Aos 28 anos entrou em contato com o livro de Abraham, um judeu.
A obra continha textos e vários desenhos de serpentes, virgens, desertos e fontes.
Achando-a interessante, passou a estudá-la e descobriu que se tratava da cabala e alquimia.
Casou-se por volta de 1.364 com Dame Perrenelle, que era viúva, e conseguiu uma pequena quantia de dinheiro para se dedicar totalmente aos estudos.
Quando percorria o caminho de Santiago de Compostela, encontrou-se com um mestre que lhe ministrou ensinamentos sobre a "matéria-prima".
A partir de 1.380, começou a dedicar-se a experimentos alquímicos, produzindo prata em torno de 1.382, e depois a transmutação em ouro.
Por meio da descoberta da pedra filosofal (sua maior descoberta), adquiriu imensas riquezas, grande parte convertida e fundações, igrejas, hospitais, asilos etc...
De costumes simples, viveu sempre muito modestamente.
Escreveu várias obras, entre elas: Livro das Figuras Hieroglíficas, Sumário Filosófico, Tratado das Lavaduras.
Faleceu em 1.417; porém, alguns viajantes relatam que o encontraram no Oriente com sua esposa, após suposta morte, tentando assim escapar de seus inimigos.
Na fachada de sua casa da rua Marivaux, em Paris, encontram-se esculpidos preciosos símbolos herméticos.


Obs.: Este é apenas um relato muitíssimo superficial sobre a grandiosa vida de Nicolas Flamel.

domingo, 22 de março de 2009

Laboratório Humano

É impressionante, observar as pessoas.
Umas amando tanto, outras gastando tanta energia em odiar.
Perdendo seus preciosos encontros com a Vida
É fascinante ver até onde o ser humano é capaz de chegar
Algo que nasce verde, é puramente verde por dentro.
E porque a sociedade é amarela, passa por cima de si próprio, e se torna amarelo.
Opta pela infelicidade, apenas por causa do amarelo da sociedade.
É difícil observar como as pessoas se anulam
Algumas se anulam pensando no amanhã
Maquinando idéias, camuflando coisas que não precisam ser camufladas.
E é mais difícil ainda observar que as pessoas acreditam nesse efeito camaleão
Ah, se elas soubessem enxergar as coisas claramente.
Se ao menos uma vez se dessem conta de verdade
Que esta viagem é única
Com certeza não perderiam tempo com bobagens
É triste perceber que as pessoas na maioria das vezes
Optam pelo caminho errado, CONSCIENTEMENTE.
É triste, pois são vidas, ainda sim, são vidas.
É horrível pensar que há mentes tão baixas soltas por aí
Acho que o pior não é fazer mal aos outros
Mas fazer mal a si próprio, apenas para lá na frente, pode fazer mal a alguém.
Se anular, se humilhar, passar por cima de seus sentimentos e instintos.
Vejo pessoas assim nas ruas
Com seus sorrisos frios
Seus olhares profundamente tristes
Sem vida, sem ânimo.
Mal sabem elas o câncer que cultivam dentro de si.
Como venho falando há algum tempo
Isto também é vida, por pior que seja.
O que podemos fazer com tais, digamos, putrefações humanas?
Nada, podemos apenas assistir de camarote, até comendo pipoca.
Como se fosse um Big Brother, a cada dia uma surpresa nova.
Mas sempre um teatro de marionetes
Comandados por seus gostos ruins, e suas mentes já gastas.
Dá para aprender, praticamente um laboratório humano, um reality show mesmo.
Mas a vida é dura para aqueles que a ignoram
E quando é chegado o momento
As pessoas se assustam, não entendem o porque.
Mas elas sabem, no fundo elas sabem.
O bem e o mal que fazemos para os outros
Fazemos para nós mesmos.

Justiça

Nossos olhos enxergam tudo
Tudo o que aparece em nossa frente
Existem olhos que não enxergam
Existem os que enxergam apenas o quer querem ver
Os olhos são as janelas da alma
O que fazer quando estas janelas não entendem mais o que veêm?
Quando admitir que talvez esses sensores extraordinários
Já não distinguem mais as coisas?
O que é certo ou errado por exemplo
Nossa mente é seletiva
Há pessoas que selecionam suas crenças
E que passam por ela sem o menor pudor
De acordo com sua vil vontade
O caráter moldado de acordo com o que convém
Essa essência amarga do ser humano
Infelizmente é mais comum do que se parece
Ou do que se mostra, seria mais adequado dizer.
Há pessoas que usam do seguinte pensamento por exemplo:
"Devo não nego, finjo que não te conheço e não devo mais";
Ou ainda
"Te prejudiquei por vontade própria, escondo a verdade, me faço de vítima, e você é o vilão".
Ah, essas pessoas são espertas, ou se julgam como tal.
Mas a maior esperteza do ser humano é ser honesto
A verdade é una com Deus
E contra "Ele" nada pode
Pode demorar mil anos
Mas a "justiça divina" chegará
Aliás, se prestarmos atenção.
Nos pequenos detalhes do dia dia
Nas pequenas coisas, no cotidiano mesmo, "Ela" está presente.
Aí a massa podre se pergunta:
Meu Deus, porque isso acontece comigo? O que eu fiz pra merecer?
...
Todos viemos nesta terra para aprender
Todos estamos suscetíveis a influências externas
Mas todos temos o livre arbítrio
Jamais devemos nos esquecer disso

quinta-feira, 19 de março de 2009

Frase de H.P. Blavatsky,

"Sábio é aquele que se mantém tranquilo entre os dois extremos, e que confia na justiça eterna das coisas".

terça-feira, 17 de março de 2009

"

De minimis non curat lex

Retirado de "A Doutrina Secreta".

Esta é a primeira frase que aparece na introdução do volume I de "A Doutrina Secreta", de Helena P. Blavatsky:

"Sê amável no ouvir, bondoso no julgar". (Shakespeare)


Já no primeiro parágrafo do mesmo volume, aparece a seguinte frase:

"O erro desce por uma plano inclinado, ao passo que a verdade tem que subir penosamente a escarpa da colina".

segunda-feira, 16 de março de 2009

É tão bom estar aqui.

É tão bom estar aqui
Escutar a voz que vem de dentro
Falar e ouvir palavras boas
Calar, e ouvir conselhos sábios.
É tão bom estar aqui
Olhar e enxergar a verdade
E não mais o que quero ou o que mostram-me
Andar e saber aonde vou
Parar e saber que não estou parado
É tão bom estar aqui
Escolher as pessoas para as quais me doarei
Me doar e não me machucar
Confiar em mim e acima de tudo em Deus
É tão bom estar aqui
Conhecer novas pessoas, novos lugares.
Presenciar novas atitudes, novos acontecimentos.
Jogar fora tudo o que não presta e olhar para trás e ver que realmente não valeu.
É tao bom estar aqui
Ter a proteção dos anjos, amigos invisíveis, e outros nem tanto assim.
Saber que Deus me ama, e que está a meu lado sempre.
Entender que não adianta eu dar murros em ponta de faca
Compreender que me feri, mas que me tornei mais forte do que pude imaginar.
É tão bom estar aqui
Saber que sou do bem, e que tudo o que não "o é", um dia cairá.
Lembrar de meus momentos, e entender cada um deles.
Retirar de experiências lições de vida valiosas.
É tão bom escrever tudo isso
Ler, entender novamente, sentir, lembrar, sentir, sentir...
É tão bom sentir a verdade
Que há agora, e haverá por todo o sempre.
Essa verdade implacável, que mostra até as coisas mais "escondidas".
Pois não há lugar para tal palavra: (esconder)
Não quando se tem amigos valiosos neste e no outro plano
Meu Deus, é tão bom estar aqui.
Muito obrigado Senhor.

Limpidez

Caminhando por um piso branco
Imaculavelmente límpido
Refletindo passagens já esquecidas
Revivendo memórias perdidas
Esquecer?
O dia já não é tão claro
Já não é fácil voltar
E pra quê?
Por quem fazer tudo isso?
A escolha agora é seguir em frente
Cabeça erguida, olhos adiante.
Adiante?
Um futuro brilhante
Sucesso, fortuna, amor, felicidade, paz.
Anjos sobrevoam minha cabeça
A certeza bendita de que caminho certo
Neste chão tão branco que parece esmaecer
Me vejo hoje em sintonia
Com ele, com o ambiente.
O ambiente que há dentro de mim
E do qual não pretendo me desfazer tão cedo

Palavras soltas........

Eu penso muito na vida
Em como fazer
Como agir
Fico pensando, tentando entender o ser humano.
E que tarefa difícil essa
É bem mais fácil aceitar um gesto de carinho
A um gesto ofensivo, maldoso ou algo assim.
E por que?
Sei lá, acho que isso é vida.
Infelizmente por um lado
É tão fácil admirar uma pessoa boa
Suas qualidades lindas
Pois existem também as qualidades feias
É correto dizer que amor, generosidade, bondade; são qualidades.
Assim como é certo dizer que também são qualidades
O ódio, o egoísmo, a inveja.
São qualidades distorcidas?
Talvez sim, talvez não.
Prefiro pensar que são sentimentos adormecidos
Que não foram reavivados, para assim se tornarem seus opostos.
O fato é que o ser humano "é assim".
Acho que ficar tentando entender a ruindade humana
É o melhor caminho para eu parar minha evolução
Pois simplesmente nunca iria achar resposta
Não sou obrigado a entender a ruindade humana
Nem aceitar ou me conformar
Apenas posso saber que ela existe
E sempre me afastar dela, de pessoas assim.
Preciso aprender a parar de REAGIR
Uma certa pessoa me disse isso uma vez
O certo seria eu apenas AGIR, sempre.
O mundo merece o melhor de mim
Mas acima de tudo, EU me mereço.
Não dá pra mudar as pessoas
Elas não mudam
Melhoram ou pioram, e ponto.
É preciso entender que há fatores que influenciam
Há pessoas que nos jogam pra cima ou nos afundam de vez
É preciso aceitar que há pessoas boas que fazem coisas más
Por influência externa de quaisquer que sejam os pontos de partida
Mas é de fundamental importância
Aceitar que há pessoas más, por pura vontade, pessoas que escolhem seu caminho "negro".
E que no mundo delas, são felizes.
Ah, felicidade, seria bom se todos soubessem o que é essa palavra.
Precisamos prestar atenção no aqui e no agora
Admirar os detalhes...
Pois é aí que está contida a vida, no detalhe.
Às vezes me vem uma dor no peito
Uma agonia não sei de onde
Aí eu paro e penso, em tudo e todos.
Me dói muito, machuca, fere.
Mas e daí?
Todos nós temos a cura dentro de nós mesmos
É normal que eu sinta raiva, tristeza.
Mas eu paro e penso
Estes sentimentos estão vindo de dentro
Estavam lá, como uma semente, e algum fator externo os regou, os acendeu.
Pois então também está dentro de mim a cura
Tento entender o que estou sentindo, aceitar, prestar atenção.
Aí então, isso vai sendo contido, sem explicação.
Acho que a melhor forma de nos curar
É aceitar o que sentimos, entender, e fazer algo para transformar.
É a velha história
Transforme ódio em amor etc e tal
Hoje estou aqui, digitando sem parar.
Sem saber nem ao certo o que estou digitando
E nem ao menos o porque de estar
Mas cá estou, expondo meus pensamentos a vocês.
Espero que de alguma forma, isso ajude não só a mim.
Por fim, acho o ser humano fantástico.
Temos o poder de criar e de destruir, dependendo apenas de uma única decisão.
Que pode levar apenas frações de segundos
Podemos salvar ou matar alguém em milésimos
Podemos sentir tantas coisas em anos, meses, dias, horas, minutos e por aí vai.
Fascinante, essa é a palava certa.
A vida por si só é de um fascínio tremendo
E pretendo viver a minha assim
A cada dia me surpreendendo mais
Com o bem e com o mal
Eternamente aprendendo
Sentindo, vivendo.

sábado, 14 de março de 2009

***************************************

Bem pessoas, ao longo dos anos, em que venho estudando magia, e outros assuntos do gênero, me deparei com nomes incríveis.

Bom, gostaria de falar um pouco sobre alguns grande magos(magistas) da humanidade, tais como: Blavastky, Papus, Guaita, Eliphas Levi, Mesmer, Jacob Böehme, Giordano Bruno, Paracelso, Agrippa, Nicolas Flamel, Roger Bacon, Apuleio, Plotino, Apolônio de Tiana.

É, esses são apenas alguns nomes, dos quais muito me orgulho em apenas ter cruzado o caminho, por meio da Arte, ou dos estudos, como quiserem.


Começarei falando de Blavasky, espero que curtam:


HELENA PETROVNA BLAVASTKY

Nasceu em Ekaterinoslav - Ucrânia, na meia noite de 31 de julho de 1.831.

Nasceu em uma família nobre e rica, como estava adiante de seu tempo, fora considerada rebelde.

Aos 16 anos casou-se com Nichepore Blavatsky, um general 25 anos mais velho; um casamento arranjado, como era o costume da época. Aos 17 anos fugira para a Europa Ocidental.

Devido sua excelente habilidade como amazona acrobata, dizem que juntou-se a um grupo circense; sofreu uma queda que comprometeu sua vida sexual para sempre.

Viveu grande parte de sua vida em Paris, na companhia de artistas, místicos e intelectuais do tipo.

Seu verdadeiro nascimento fora no Tibete, onde por duas vezes foi barrada, conseguindo entrar apenas trajada de homem.

Conheceu os campos de batalha com Garibaldi, na Itália.

Acampou com xeques, magos e beduínos nos desertos africanos, trocando experiências e teorias.

Por fim, chegou nos Estados Unidos, quase sem dinheiro, conhecidos ou referêcias.

Mas seu verdadeiro destino se chamava Kut Humil Lal Sing, em Londres, um dos personagens mais misteriosos do século.

Ele foi de fundamental importância na criação da Teosofia.

Blavatsky, que não possuía qualquer cultura na área espiritual, converteu-se na mulher mais erudita do planeta.

Permaneceu durante meses no Japão, onde monges e lamas apresentaram-lhe diversos tipo de mágicas.

Ficou um tempo em companhia de sua irmã, na Rússia.

Helena P. Blavatsky apresentava poderes ocultos excepcionais.

Vivia à noite, onde abandonava seu corpo material para ir ao encontro dos Mestres.

Muita coisa que escreveu foi ditada enquanto dormia.

Escreveu em latim, grego, hebraico e sânscrito.

Em 1860 foi com sua irmã viver no Cáucaso. Depois de uma enfermidade e cura estranhas, viajou novamente por milhares de quilômetros, por quase dez anos, por países como: Tibete, China, Pérsia, Egito, Inglaterra, Palestina e Estados Unidos.

Em 1874 conheceu o coronel Olcott, associando-se a ele, nascia meses depois a Sociedade Teosófica.

Durante longos 10 anos dedicou sua vida ao movimento, atingindo êxito internacional.

Sua obra representa uma das mais vastas cirações do pensamento mundial, já que constitui a síntese de todas as grandes tradições do Oriente e Ocidente.

Em 1877, publicou ÍSIS SEM VÉU, que como outra grande obra sua A DOUTRINA SECRETA, foi em parte ditada, em parte inspirada.

O conteúdo dessas duas obras, em especial a segunda, representa a evolução passada, presente e futura da humanidade, e se´ra durante décadas, o livro de texto do Oculstimo.

Blavatsky foi universalmente mal compreendida.

Ofuscando o mundo pela lei de sua doutrina, foi olhada com receio, e os representates da ignorância científica, saturados de vaidade, chamaram-na "a maior impostora do século", porque suas estreitas mentes não puderam elevar-se à grandeza de seu espírito.

Morreu em 1891.


Uma meio velha.........

Nossa, esses dias mexendo em minhas coisas aqui em casa, achei uma poesia meio conto, meio sei lá o que, que escrevi quando estava na sétima série, e resolvi postar pra vocês.
Obs.: O menino da história não sou eu kkkkk..


Rosas vermelhas
As preferidas de mamãe
Toalha de mesa limpa
Cozinha impecável
E o cheiro de comida quentinha
Papai na sala
Seu jornal, seu mundo
Lembro dos ralhos
Até eles eram bons
Corisco vinha correndo
Por entre as pernas de mamãe, pulando
Vida gostosa
O pé pisando a terra batida
O barulho do vento lá fora, de tardezinha
E o cheiro da terra molhada
Hum, vovó sempre trazia bolo
E não era qualquer um não
Era bolo de fubá, fubá de verdade, fofinho
Papai não gostava muito dela
Vovó sempre dizia
-Vagabundo, um dia ainda te mata
Mas mamãe não ligava
Ah, e as brincadeiras, o pião saía ligeiro
Cortando o chão, e a poeira levantava
Ah, que boas lembranças
E agora aqui, neste labirinto de cimento
Não tem mais papai, nem fubá, nem Corisco nem nada
É tudo tão cinza
E mamãe sempre tão triste sentada em sua máquina de costura
Agora é papai bêbado
Mamãe chorando
A cidade grande que mata
E pra mim apenas a solidão
Ah, que saudade.

Ah, tolices....

Olhe nos meus olhos
O que vê?
Por que será que não consegue fitar-me
O que machuca mais você?
Meu olhar profundo, ou a verdade que há nele?
Abra os braços, deixe-se levar
Até quando serás capaz de tanta frieza?
Até quando serás incrivelmente infeliz?
Atente os ouvidos
Ouça a vida gritando com você
Tome essas broncas como aprendizados
Deixe a burrice de lado, a intolerância
Não vês que são venenos?
Puro fel que insistes em beber diariamente
Que triste situação
Que podridão, pura putrefação de alma
Ah, esqueço-me sempre
Existem pessoas assim
Que são e gostam
Afinal, se o bem existe, porque não o mal
Cada um escolhe seu caminho
Cada homem com sua verdade
E Deus com ela

That's only

A vida passa depressa
Em um piscar de olhos
Tantas vidas, tantas mortes
Inúmeros acontecimentos importantes
Outros nem tanto assim
Minhas memórias de infância
Hoje, a dureza da vida adulta
Quantas lágrimas foram derramadas?
Quantos sorrisos escapados
E destes, quantos sinceros?
Palavras, soltas ao vento
Esbarrei em várias pessoas
Cai diversas vezes
Mas também salvei alguns condenados
Ajudei a recriar a esperança
Pintei em rostos tristes, momentos de felicidade
Talvez tenha gasto tempo demais com futilidades
Algumas pessoas não sabem de nada
Algumas pessoas apenas querem a paz
E eu, o que quero?
Impossível salvar a todos a todo tempo
Ah, algumas pessoa precisam apenas se sentir "pessoas"
Tive que derramar algum sangue durante a jornada
Derrotar alguns monstros pelo caminho
Em nome do bem maior
Sacrifiquei sonhos, segundos preciosos de minha vida
E agora, lembrando de tudo
De nada me arrependo
Posso enfim deitar minha cabeça no travesseiro
E sonhar sonhos incríveis
E no dia seguinte ao acordar
Ir atrás de realizá-los
Isto é viver

terça-feira, 10 de março de 2009

OFERECER - Alanis Morissette

Esta é a tradução da música OFFER da Alanis Morissete.
Quem somos nós afinal, para sequer se entristecer diante de tantos milagres de Deus, não que não possamos, mas ficar na tristeza? Quem somos nós?

OFERECER - Alanis Morissette

Quem
Quem sou eu para me sentir triste?
Olhe para minha família e minha sorte
Olhe para meus amigos e minha casa

Quem
Quem sou eu para me sentir enfraquecida?
Quem sou eu para me sentir esgotada?
Olhe para minha saúde e dinheiro

E aonde
Aonde eu vou para sentir-me bem?
Por que ainda procuro fora de mim?
Claramente já vi que não vai funcionar

É minha ambição continuar quando não sou capaz?
É meu trabalho ser uma exímia altruísta?
E minha generosidade foi interrompida
Por isso, meu senso de dever de oferecer

E por que
Por que eu me sinto tão ingrata?
Eu que estou muito além da sobrevivência
Eu que vejo a vida como uma ostra

É minha ambição continuar quando não sou capaz?
É meu trabalho ser uma exímia altruísta?
Minha generosidade me faz impotente
Por isso, meu senso de dever de oferecer

E como
Como eu ouso descansar sobre meus louros?
Como eu ouso ignorar uma mão estendida?
Como eu ouso ignorar um país de terceiro mundo?

É minha ambição continuar quando não sou capaz?
É meu trabalho ser uma exímia altruísta?
E minha generosidade foi interrompida
Por isso, meu senso de dever de oferecer

Quem
Quem sou eu para me sentir triste?

22º Aniversário. - 11/03/1.987.




É pessoas, hoje faço 22 anos de vida.

São 22 primaveras repletas de acontecimentos, pessoas, lugares maravilhosos.

22 anos estou caminhando nesta terra abençoada.

Há 22 anos tenho o privilégio de estar vivo, cada dia mais por sinal.

Agradeço a Deus por ter vindo em uma família maravilhosa.

Meu Pai Celestial me deu irmãs perfeitas, um avô sem igual, um pai que apesar de tudo, me ama demais eu sei, uma mãe que apesar de não estar mais comigo, está sempre presente em meu coração.

Deus me fez conhecer pessoas que tomo como minha família, amigos maravilhosos, colegas sensacionais.

Tive e tenho tantas oportunidades simplesmente incríveis.

Não tenho do que reclamar, pois sempre, sempre mesmo há uma mão disposta a me ajudar.

Agradeço todos os dias a Deus por tudo isso.

Nasci perfeito, sou inteligente, sensível para perceber as coisas e pessoas, amoroso com os meus, e tudo isso, recebo em dobro.

Em verdade, esses 22 anos de estrada, tem sido perfeito demais, graças a Deus.

Hoje, com mais um ano completado, olho para trás e vejo o quanto aprendi, o quanto evolui.

Agradeço a Deus até mesmo as pessoas que fizeram de tudo para eu cair, pois graças a elas, sou mais forte, mais firme e resistente.

Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo.

Agradeço a meu anjo da guarda, por me aturar esses 22 anos, pois sei que dei e dou muito trabalho a ele.

Meu Pai, muito obrigado por tudo e por todos em minha vida.

Me amo muito, e me amando, amo a Ti Senhor.

Amém.

domingo, 8 de março de 2009

É assim...

Hoje, ao acordar
Percebo uma luz diferente
Um tom que jamais vi
Tudo são luzes, cores, vibrações
São emoções flutuando
Entrando e saindo de corpos
Perpetuando cada molécula
Cada partícula mísera e infinita
Milagres acontecendo a cada segundo
Sabedorias advindas não sei de onde ou de quem
Palavras escapando de meus lábios
Sensações difundindo sentimentos
A tudo e a todos
Estou aqui para algo
O que ainda não sei
Só sei dessa luz
Que brilha sem parar
Senhora e dona de si
Dona de nós e de vós
Que intenso este brilho
Que não chega a cegar
Mas que paralisa pessoas não prontas
Usemos a frase famosa:

Quanto mais me elevo, menor eu fico aos olhos de quem não sabe voar.

sábado, 7 de março de 2009

^^

Deus existe
Nossa, e como ele existe.
Tudo em nossa vida tem um porque
Nada acontece de graça
Pessoas aparecem do nada
E te revelam coisas magníficas
Te deixam pistas
Ao menos uma luz
Abençoado seja meu Deus
Quem será que lá está, a minha espera?
Em verdade, quem sou eu?
Tudo pode não passar de um sonho
Mas o que é a vida
Se não um grande e maravilhoso sonho
Do qual jamais sairemos acordados de verdade?!
Sei que creio, creio que sei.
O que? Não importa nem agora nem depois
Somente o que há dentro de mim
Isto sim é verdadeiro
O que há em você
O que há no mundo
O que há em nós

++++++++++++++

"Só há duas maneiras de viver a vida:
A primeira é vivê-la como se os milagres não existissem.
A segunda é vivê-la como se tudo fosse um milagre".
(Albert Einstein)

------------------+

"Os minutos que nos uniram são mais poderosos que os séculos. E a luz que iluminou nossas almas é mais forte que as trevas. Se a tempestade nos separa neste mar encolerizado, a maré alta nos juntará naquela praia tranquila; se a vida nos matar, a morte nos ressucitará".

(Gibran Khalil Gibran, em Asas Partidas)

quinta-feira, 5 de março de 2009

***

DEUS conta com os sonhadores. Você nunca vai além dos seus sonhos. "SONHE".

terça-feira, 3 de março de 2009

Transformações Necessárias

Transforme Mágoa em Perdão
Transforme Prisão em Liberdade
Transforme Tristeza em Alegria
Transforme Pobreza em Prosperidade
Transforme Doença em Saúde
Transforme Crítica em Elogio
Transforme Choro em Riso
Transforme Impaciência em Paciência
Transforme Maldade em Bondade
Transforme Disputa em União
Transforme Egoísmo em Doação
Transforme Feiúra em Beleza
Transforme Desequilíbrio em Harmonia
Transforme Pessimismo em Otimismo
Transforme Preguiça em Ânimo
Transforme Inércia em Ação
Transforme Medo em Coragem
Transforme Ignorância em Sabedoria
Transforme Ódio em Amor
Transforme Confusão em Paz
Transforme Escuridão em Luz
Transforme Descrença em Fé
Transforme Desconfiança em Confiança
Transforme Inimigo em Amigo
Transforme Amor-Próprio em Amor Universal

Boas Frases

"Engana-se quem julga conhecer-se, vivendo mal"
(Santo Agostinho)


"Somente pela verdade a mente do homem é purificada"
(Helena P. Blavatsky)

"O homem faz de si a imagem de seus desejos"
(Helena P. Blavatsky)

"Podes criar 'hoje' tuas oportunidades de 'amanhã'"
(Helena P. Blavatsky)

"Semeia ações bondosas e colherás os seus frutos"
(Helena P. Blavatsky)

"O bem que fizemos na véspera, fará nossa felicidade no dia seguinte"
(Provérbio Hindu)

"Lançai fora de vós todas as transgressões cometidas, e criai um coração novo"
(Ezequiel)

__+__

CREIO
Creio em Deus pai
Creio em Deus mãe
Creio na força existente do universo infinito
Creio em todo ser
Creio na força do amor
Creio no coração bondoso
Creiona comunhão dos Seres invisíveis e visíveis
Creio na proteção dos anjos
Creio no poder da água
Creio na pureza dos sentimentos
Creio no poder do fogo
Creio na purificação
Creio na evolução espiritual
Creio no poder do ar
Creio na infinita inteligência
Creio na realização dos desejos
Creio no poder da terra
Creio na libertação
Creio na vida eterna
Creio no Espírito Santo
Creio em mim
Creio em todos os meus irmãos
Creio que a Luz nasce e permanece acesa, que ela vive em nós
Creio que Deus habita no interior de cada pessoa
Creio na força da mente
Creio na sabedoria
Creio no passado
Creio nas experiências adquiridas
Creio no presente
Creio no despertar
Creio nmo futuro
Creiona colheita
Creio num mundo melhor
Amém!
(Anngela Druzian)

domingo, 22 de fevereiro de 2009

O Amor Cura

Sempre vejo tudo, estou atento, ligado.
Ouço, observo, percebo e sinto.
Sinto e pressinto
Creio em mim, creio em Deus.
A estrada será a mesma sempre, independente de quem a trilhe.
Hoje, o asfalto está reto e limpo.
Quem imagina antes ele podre e feio?
Pudera, tantos erros, tantos torções no destino.
Em verdade, isso não importa.
Passado é passado graças a Deus.
Como diz o ditado: Se a vida lhe der limão, faça uma limonada.
Nunca queira fazer uma laranjada
Entendo hoje que temos que seguir em frente
Retirar as impurezas, nos limpar, nos livrar, nos colocar como vencedores.
Não menosprezo meus erros
Não ignoro meus assassinos
Amo a mim, a mim eu amo.
Assim, irradio meu amor a todos.
Quem não o sentir, não sabe amar.
Ofereço às pessoas redenção
Somente através do amor conseguimos viver
Conseguimos perdoar, aceitar nossos erros.
O amor cura, salva, une, perpetua.
Cada cultura forma seus próprios pecados
Cada um sabe o que faz
Nunca é tarde demais

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

CELTAS

Eram um povo que se originou na Europa Central em algum momento por volta de 700A.E.C., e foram os primeiros a formarem uma cultura distinta nos territórios Europeus do Norte dos Alpes.
É possível traçar as origens do povo Celta tão remotamente quanto a cultura Tumulus da Idade do Bronze, a qual atingiu seu apogeu por volta de 1200A.E.C. Os habitantes desta primitiva cultura são conhecidos como o Povo dos Túmulos, mas não eram tecnicamente Celtas. Os Celtas na verdade não aparecem como um povo distinto e identificável até a época do período de Halstatt (cerca de 700A.E.C.). Antes do meio do primeiro milênio os Celtas eram completamente desconhecidos como “civilizados” no mundo Egeu/Mediterrâneo. Entretanto, por volta do século quatorze A.E.C., eles foram classificados pelos Gregos como estando entre os mais numerosos povos “bárbaros” do mundo que conhecia.





Os Celtas ascenderam como uma cultura por milhares de anos após a transformação Patriarcal Indo-Européia da Antiga Religião da Deusa na Europa Central. Tem sido aludido a isto como a invasão Kurgan, a qual de acordo com Marija Gimbutas, substituiu as sociedades matriarcais nativas na Europa Central por volta de 2500A.E.C.
Uma vez que os Kurgans espalharam-se através da Europa, há um declínio inesperado no culto nativo à Deusa nos territórios invadidos. Gimbuta afirma que por volta de 2800A.E.C., a cultura matrilinear da Europa Central havia sido substituída por uma cultura patrilinear (The Language of the Goddess, página XX). Os antigos Celtas não possuíam mitos específicos criados dos que conhecemos, possivelmente devido apenas a herança fragmentada dos resquícios da antiga cultura da Deusa originalmente nativa na Europa Central antes da invasão Kurgan. As imagens da Deusa Mãe entre os Celtas não podem ser rastreadas antes do contato Romano. (Green, Miranda. Symbol & Image Celtic Religious Art. London: Routledge, 1992, página 7).





Os Celtas produziram muitos exemplos excelentes de trabalhos superiores com os trabalhos em metais e um design artístico muito complexo. A sua tecnologia demonstrava uma cultura mais avançada do que era percebida pelos Gregos e Romanos, que viam os Celtas como primitivos. Embora os Celtas pré-Romanizados não pudessem ler e nem escrever, vários aspectos da cultura Celta por si mesma, influenciou algumas das mais importantes literaturas que possuímos até hoje. As crenças religiosas Celtas também influenciaram muito da Tradição Européia do modo como a conhecemos hoje.
Durante o período Halstatt os Celtas expandiram-se para a França e para o leste da Europa Central. Em algum ponto entre 600-500A.E.C., os Celtas invadiram as Ilhas Britânicas e conquistaram o povo nativo. Grupos Celtas mais tarde entraram a noroeste da Itália por volta de 400A.E.C., e na Romênia, Trácia e Macedônia por cerca de 300 desta mesma era. Neste ponto eles atacaram os territórios Etruscos, Gregos e Romanos, saqueando várias cidades e pilhando os templos sagrados da Europa Mediterrânea. Em resposta, os Celtas foram eventualmente repelidos através dos contafortes Alpes pelas legiões Romanas.
A partir da metade do primeiro século A.E.C. Os Celtas foram pegos no espaço que separava o expansível Império Romano ao longo do Reno e Danúbio, e os invasores Germânicos do sul. Até o final do século os Celtas tinham perdido o comando sobre o continente e mais tarde foram controlados pelos Romanos que foram embora para invadir a antiga Bretanha.



A cultura Celta foi inevitavelmente transformada através dos séculos pela ocupação Romana, pelas invasões Germânicas, e mais tarde pelo estabelecimento do Cristianismo em todas as partes nos antigos territórios Celtas. As antigas Tradições Pagãs foram levadas para uma sociedade oculta onde eles sobreviveram no folclore popular. Por esta e outras razões, nós realmente sabemos muito pouco a respeito dos Celtas e da sua religião. Muito do que se tem sido escrito sobre os Celtas é especulativo mais do que histórico. Os únicos fatos históricos que permanecem em vários documentos de Historiadores e comentaristas da antiga Grécia e Roma. Infelizmente, muitas destas fontes não são favoráveis a respeito dos antigos Celtas.
O historiador Grego Diodorus, no primeiro século E.C., descreveu os Celtas como tendo uma aparência horripilante, com cabelos alvejados artificialmente e penteados para trás de suas testas “como demônios da floresta, seus cabelos eram grossos e ásperos como uma crina de cavalo”. Os Celtas, segundo o que se fala, usavam camisas claras e brilhantes, e calças com capotes de lã em padrões listrados ou axadrezado.


O historiador Romano Polybius escreveu que os Celtas de sua época possuíam vilas sem fortalezas com casas desmobiliadas. Eles, segundo informações, dormiam em palhas e seu alimento consistia principalmente de carne. Ele afirma que valorizavam o gado e o ouro, porque eles eram transportados e comercializados facilmente, adequando-se aos seu estilo de vida nômade. Diodorus e outros historiadores Gregos e Romanos revelam que os antigos Celtas eram caçadores de cabeças e praticavam sacrifícios humanos. Strabo relata que os Celtas construíam clausuras de madeira e palha nas quais sacrificavam humanos e animais. As cinzas eram em seguida espalhadas por sobre os campos e despejadas em pântanos como oferendas cerimoniais. De acordo com Strabo, esta prática sempre foi negligenciada pelos “homens sábios” conhecidos como DRUIDAS. Os historiadores antigos tem normalmente comparado o conhecimento e a sabedoria dos DRUIDAS com a dos Etruscos.




Os Etruscos comercializavam ao Nordeste da Europa e pelas rotas marítimas a Sudeste da linha da costa Ibérica. Foi através destes antigos contatos que os Celtas inicialmente ficaram informados da religião e da cultura do Sul da Europa. Por volta de 400A.E.C., os Celtas Galeses mudaram-se para o norte da Itália, atraídos pelas ricas fontes do Vale-do-Pó. Os Etruscos tinham um sofisticado processo de operação dos metais e um avançado sistema agrícola, os quais levaram os Celtas para o sul.
Os Celtas Galeses eram bastante diferentes do povo da Itália na época em que chegaram. Eles eram um povo nômade pastoral, organizados em tribos, enquanto o povo Italiano vivia principalmente nas cidades e municípios, dependentes a agricultura. Os Etruscos já haviam desenvolvido sistemas de irrigação complexos, incluindo reservatórios e canais subterrâneos artificiais. Eles foram famosos pelo mundo todo por suas técnicas de extração de minerais e de metais. Próximo a seus túneis de mineração eles construíam complexos de fusão de fornos que produziam uma grande quantidade de metais.




Os Celtas ocuparam uma pequena área ao norte da Itália por aproximadamente 300 anos, absorvendo a tecnologia e as crenças religiosas dos Etruscos.
Logo, os Celtas começaram a entrar em combate com os Etruscos e outros povos da Itália. Por volta de 390A.E.C., os Celtas saquearam Roma, a qual naquela época era uma cidade com muros sem segurança. As legiões Romanas foram levadas para longe, empenhadas em conflitos com os Etruscos e outros povos Italianos, deixando somente uma pequena guarnição de defensores, de modo que Roma caiu facilmente diante dos invasores Celtas. Deslocando-se para fora de Roma, o exército Celta foi pego em uma armadilha entre o exército Etrusco que se movia para o sul, e uma perseguição do exército Romano movendo-se para o norte. Seguindo-se a isto, e com perdas extremamente grandes, os Celtas batram em retirada para uma área remota ao norte da Itália.
Neste lugar permanEceram até por volta de 82E.C., quando, com a expansão do Império Romano, as legiões Romanas forçaram-nos a sair da Itália.




Os Romanos continuaram a mover-se para conquistar a região Celta da Gália. Aqui, eles introduziram métodos avançados de lavoura projetados para abastecer o crescimento do Império Romano com recursos adicionais. Romanos de todas as ocupações e origens logo seguiram as Legiões Romanas, colidindo com todas as facetas da vida Celta. Isto demonstrou ser uma política bem sucedida de conquista pelo Império Romano, e foi aplicada a invasão Romana da Bretanha, que logo seguiu para a conquista da Gália. A Bretanha tornou-se oficialmente parte do Império Romano por volta de 84E.C., e as legiões Romanas conservaram-se lá até por volta de 410E.C.
Na Inglaterra, perto do fim do século XIX, o ideal romanesco dos Celtas antigos como “nobres selvagens” aflorou. Este conceito começou um movimento que se focalizou sobre as lendas Celtas como a base de tentativa da reconstrução da visão espiritual e religiosa dos antigos Celtas.
Um ressurgimento deste movimento foi renovados durante a última metade do século XX com a ascensão do Neo-Paganismo e da Wicca.




domingo, 15 de fevereiro de 2009

Mythology

Esse link é de um site sobre Mitologia Grega, espero que curtam............ ..'

http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/mitologia/index-mitologia-grega.php

Zodíaco

Este link aí é de um site que conta as Lendas sobre os Signos Zodiacais.

http://www.uranometrianova.pro.br/historia/Mitos/abertura.htm

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Calendário das Árvores

É um sistema de contagem de tempo usado por algumas Tradições modernas da Arte. É composto de um período de 13 meses, cada um deles atribuído a uma árvore específica.

Bétula: 24 de dezembro - 20 de janeiro
Sorveira Brava: 21 de janeiro - 17 de fevereiro
Freixo: 18 de fevereiro - 17 de março
Amieiro: 18 de março - 14 abril
Salgueiro: 15 de abirl - 12 de maio
Espinheiro: 13 de maio - 09 de junho
Carvalho: 10 de junho - 07 de julho
Azevinho: 08 de julho 04 de agosto
Nogueira: 05 de agosto - 01 de setembro
Videira: 02 de setembro - 29 de setembro
Hera: 30 de setembro - 27 de outubro
Junco: 28 de outubro - 24 de novembro
Sabugueiro: 25 de novembro - 22 de dezembro

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

?????????????????????

PENSEM AÍ...


Um homem entrega uma bexiga cheia e um alfinete à uma criança; qual o nome do filme?

Um homem está muito doente, aí vem uma samambaia gigante e cura ele; qual o nome do seriado?

Em um dia de sol muito forte, mamãe pata grita a seu filhote para brincar debaixo da sombra; qual o nome da música?

Talismã X Amuleto

Bem meus queridos e minhas querida, hoje vou falar um pouco sobre Talismãs e Amuletos, um pouco sobre o significado, as diferenças, os resultados etc...
Espero que curtam ^^'

Bem, comecemos pela etimologia das palavras:

Amuleto - do latim amoliri = afastar. (Significado de defesa dos males que ameaçam o homem)

Talismã - do grego telesmena = coisa consagrada. (Objeto preparado para atrair determinada influência benéfica)

A diferença está no fato de que, enquanto o amuleto é tido somente como um defensor dos males e desventuras, o talismã é, ao mesmo tempo, ambas as coisas, tipo, é um propiciador de bem e de felicidade.

O amuleto é um objeto natural, por exemplo: ferradura de cavalo, chifre, prego, botão etc.; não é uma coisa que tenha que ser preparada e/ou consagrada.
São feitos de vários tipos de materiais, uns mais comuns, outros mais preciosos: osso, metal, madrepérola, cobre, madeira, prata, platina, ouro, imã, jade, âmbar, alpaca, marfim, rubi, ferro, aço, pedra, metal etc...
Existem os mais comuns como por exemplo os pingentes de metal.
Existem os objetos que representam um detalhe anatômico de animais, como por exemplo: ossos, penas etc...
Se um objeto desse tipo for encontrado casualmente, acredita-se que seja ainda mais favorável.

O talismã tem uma utilização pessoal, mas não precisa ser necessariamente carregado sempre, como o amuleto.

Tanto o amuleto quanto o talismã, não terão efeito se a pessoa que o carregar, fizer, e/ou utilizar, não estiver confiante, com fé, e magentizar o mesmo com esta energia vibrante e positiva.


Um exemplo muito bom sobre este assunto é a MEDALHA DE SÃO BENTO.

O fundador dos Beneditinos tinha profunda veneração pela Cruz, símbolo altíssimo de libertação; em sua lembrança cunhou-se uma medalha que traz as letras misteriosas do alfabeto; estas referem-se a frases utilizadas para a luta contra as potências ocultas.
De um lado detsa medalha, aparece São Bento em pé, com uma cruz na mão direita e o livro das regras na esquerda. Ao lado está escrito: Crux Sancti Patris Benedicti (Cruz do Santo Pai Bento).
Ao redor de toa a circunferência está escrito: Eius in obitu nostro praesentia muniamur (Que possamos ser protegidos em morte por sua presença). Do outro lado da medalha, nota-se representada uma grande cruz. Nos espaços aos quatro lados, fechadas em quatro pequenos círculos, as letras: C.S.P.B. (Crux Sancti Patris Benedicti).
No braço perpendicular da cruz lê-se: C.S.S.M.L. ("Cruz Santa seja a minha luz"). No braço horizontal: N.D.S.M.D. ("Que o dragão não seja o meu guia"). Ao redor, em toda a circunferência, as letras: V.R.S.N.S.M.V. (Vade retro Santana, numquam suade mihi vana; "Afasta-te, Satánas, não me tentes nas coisas vãs".) E ainda as letras: S.M.Q.L.V.B. (Sant mala quae libas, ipse venena bibas; "Nocivas são as coisas que me ofereces, bebe tu mesmo os venenos").

Contam-se maravilhas a respeito dos efeitos prodigiosos desta medalha, mas quem por ela foi beneficiado teve, sem dúvida, uma grande fé. Junto com a força de uma entidade de luz como São Bento, a fé produz aquilo que provoca surpresa nos que vêem somente com os olhos da terra.

A oração é essa:        


A Cruz Sagrada seja minha luz,
não seja o dragão meu guia.
Retira-te satanás,
nunca me aconselhes coisas vãs.
É mau o que tu me ofereces.
Bebe tu mesmo o teu veneno.
Bem, pessoas, este assunto (Talismãs e Amuletos) é tão grande que existem uma dúzia de livros enormes sobre "eles"; aqui eu dei uma rápida e leve pincelada, quem quiser saber mais sobre o assunto me avisa por comentário ou outro jeito.
Grande abraço.

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Energia Positiva.

Quem nunca sofreu com a inveja alheia? Ou foi vítima de "mau-olhado", foi atingido por energias negativas ou coisas do gênero?
A maioria de nós, senão todos, já foí vitimado por alguns "destes".
Pois bem, é comum pensar em se defender das agressões com coletes à prova de balas, dos ladrões reforçando portas e janelas; mas não há quem pense em se proteger das radiações negativas com as quais se entra em contato a cada dia. No entanto, é preciso fortalecer-se para caminhar incolúme pelas ameaças.

Pense, vocês está protegido(a) contra aquilo que os outros podem atirar em você?

A melhor defesa é a que o Mestre O. M. Aivanhov aconselha: "Para defender-se dos inimigos, amem-nos! Se os detestarem, os desprezarem ou mesmo odiarem, sua aura irá se dilacerar e, como consequência das dilacerações, se estabelecerá uma comunicação com tudo aquilo que de negativo ou de nocivo há neles; dessa maneira estarão recebendo suas maldades, seu ódio. Estes, uma vez dentro de vocês, começarão a destruí-los. Por essa razão, Jesus ensinou: "Amem seus inimigos". Jesus conhecia essas grandes leis; Ele sabia que, quando se odeia alguém, seu veneno entra em nossa aura e nos torna vulneráveis. Para defender-se, é preciso entrar na fortaleza enxpugnável do amor".

"O amor é a maior proteção contra os inimigos. Amar os próprios inimigos é uma das coisas mais difíceis de realizar, mas é o único meio para se defender deles".

Quem disse: "Amem seus inimigos, façam o bem àqueles que os odeiam"; quis ensinar aos homens como neutralizar as flechas telepáticas envenenadas que os seres menos evoluídos costumam atirar contra aqueles que odeiam. Este amor é o único que defende de todos os males e que poderia transformar a terra no país da felicidade.
Os santos e sábios entraram na floresta inexpugnável do amor, dentro da qual tornaram-se invulneráveis.

A armadura do amor que está em torno de nós, defende de todos os males. Toda vez que pensamos coisas boas de alguém, um raio de luz ilumina o objeot de nossos pensamentos.
Enquanto estivermos tendo pensamentos de bondade para os outros, estamos iluminando a nós mesmos. Quem for alcançado por nosso pensamentos, tipo, irá perceber a energia que está atingido a ele (a pessoa em questão), e se ressentirá da qualidade dos pensamentos de que está sendo investido.
Então, é algo assim; quando emanamos vários pensamentos do bem, pensando em mais pessoas, somos iluminados por uma grande quantidade de raios e revestidos de luz.
Portanto gente, pensem; cem mil pensamentos e bênçãos representam cem mil raios de luz, que darão à nossa aura um esplendor solar.

A aura de luz constituída pelos pensamentos de amor que emanamos, retornando em dobro para nós mesmos, formará à nossa volta, aquele halo luminoso que reveste os espíritos eleitos. Será o esplendor das sete cores do arco-íris: o vermelhor, o laranja, o amarelo, o verde, o azul, o anil e o violeta; fundidas no candor resplandecente de uma única luz solar.

Portanto pessoas, AMEM de verdade seus inimigos.
Dêem sempre o amor.
Te dão ódio? Dê amor.
Te dão ingratidão? Dê amor.
Não importa o que apareça em sua frente, sempre sorria e ame.

Bom gente, é isso aí.