quarta-feira, 16 de março de 2011

O que você fez?

A vida anda sempre com a mesma lerdeza de sempre, ela não tem pressa; nós, seres humanos que somos imperfeitos, apressados, arrogantes até ali.
As coisas acontecem quando tem que acontecer, nada a mais nada a menos.
Irrita pensar nessas coisas, sempre esperar, espera e esperar, mas o que podemos fazer contra isto?
Eu respondo: Nada!
Temos que tentar aprender a dançar a música que ela toca, quando e no ritmo que ela escolher.
Por que estou digitando este texto?
Não sei, algo me disse que iriam ler, e tirar algo.
O que tenho a dizer é simples, e deveria ser óbvio.
Não somos donos de nossas vidas, podemos por vezes, ajeitar nosso destino, mas nossa vida nos é emprestada, neste plano, nosso corpo, neste plano nos é emprestado; somos seres eternos, provindos de uma Energia Maior e grandiosa, repleta de sabedoria, mas por mais que sejamos feitos da mesma matéria-prima, não quer dizer que somos iguais.
Vejam o Japão, e sua infindável desgraça, quantos de nós nos abatemos, ou fizemos algo para ajudar, sequer orar?
O mundo se transforma a cada dia, as pessoas o fazem por meio do inconsciente coletivo, sem se darem conta de que ajudam a construir e destruir, tudo quase sem querer; então lhes pergunto: Somos de fato culpados?
Sim, somos, e muito.
O que você fez hoje para mudar o mundo de amanhã?

Um comentário:

Arthur Francisco. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.